Em Foco

Governo de Luanda lança desafio às 100 mulheres mais influentes em Angola 

11-06-2024 12:43

O TELEGRAMA

11-06-2024 12:43

O TELEGRAMA

“Soluções Sustentáveis no Século XXI” foi o tema em debate no Network 100, evento que juntou as cem mulheres mais influentes em Angola, organizado pela revista O Telegrama. Em representação do governo provincial de Luanda, esteve o vice-governador Cristino Mário Ndeitunga, que, na ocasião, admitiu haver inúmeros desafios para a capital, e apelou às 100 mulheres mais influentes à apresentação de propostas para ajudar o Governo a aliviar as dificuldades

O vice-governador para os Serviços Técnicos e Infraestruturas, Cristino Mário Ndeitunga, disse, no último sábado (08.06), que o Executivo conta com as 100 mulheres mais influentes em Angola escolhidas pelo O Telegrama, para influenciarem positivamente as jovens raparigas, no sentido da formação, da sua auto-estima, bem como no auto-emprego.

Ndeitunga fez esta revelação durante o discurso de abertura do Network 100, evento interactivo sobre “Soluções Sustentáveis no Século XXI”, realizado pelo O Telegrama, no Hotel Sivam, em Luanda, e que juntou as 100 líderes mais influentes em diversos sectores, classificadas e premiadas pela revista, na edição especial do dia 02 de Maio deste ano.

Para a escolha minuciosa das 100 mulheres mais influentes, O Telegrama levou em conta critérios como o poder económico, liderança, impacto na sociedade, ideias inovadoras e carreira. E são precisamente estas qualidades, como assegurou Cristino Mário Ndeitunga, em representação do governador Manuel Homem, que o Governo da capital pretende aproveitar para impelir as mulheres mais jovens a adoptarem práticas mais sustentáveis, quer na vida privada, quer na colectividade.

Escritora moçambicana foi a “convidada de honra” no encontro com as 100 mulheres mais influentes em Angola

“Se concordarmos que a condição de ser influente resulta da aferição da capacidade de liderança, podemos então concluir que estamos perante um encontro de 100 cidadãs com elevada capacidade de liderança, ou seja, com elevada capacidade de influenciar as opiniões e decisões de grupos sociais do nosso País. É com grupos caros [as 100 mulheres] como este, que o Executivo conta para influenciar as raparigas”, sublinhou o governante.

Cristino Mário Ndeitunga admitiu ainda haver muitos desafios para o Governo, sobre os quais pediu propostas das 100 mais influentes, visando ultrapassá-las ou, no mínimo, mitigá-las.

Entre os desafios apontados pelo vice-governador de Luanda destacam-se a “digitalização e modernização das actividades económicas e da Administração Pública, a electrificação, bem como a necessidade da passagem das energias poluentes para as renováveis.

Partilhar nas Redes Sociais

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email