Finanças & Wall Street

Suspense no governo do Banco Nacional de Angola

27-11-2022 11:43

Nelson Francisco Sul

Director

27-11-2022 11:43

Nelson Francisco Sul

Director

Os dez anos de mandato de José de Lima Massano, com a interrupção de dois anos, ficaram marcados pelo escândalo do BESA, o encerramento controverso de cinco bancos comerciais e pela introdução de um novo regime cambial e o asseguramento das Reservas Internacionais Líquidas

O segundo mandato do governador do Banco Nacional de Angola (BNA) terminou formalmente no dia 27 de Outubro, mas José de Lima Massano mantém-se em funções até a tomada de posse do seu sucessor.

O Telegrama sabe, de fonte segura, que o Presidente da República e Titular do Poder Executivo já indicou um nome.

O tema, que se encontra guardado a “sete chaves”, sendo apenas do conhecimento de um grupo restrito do círculo presidencial de João Lourenço e de alguns parlamentares do MPLA, o partido que suporta o Governo, vai à discussão esta semana na Assembleia Nacional, concretamente na 5ª Comissário, especializada em Economia e Finanças.

Vários deputados consultados pel’O Telegrama dizem apenas que o tema será abordado, provavelmente, esta terça-feira, dia 29, mas que o nome indicado pelo Presidente da República, em obediência à nova lei do Banco Central, permanece em segredo.

“Ocultaram-nos o nome”, dizem vários deputados que integram a Comissão de Economia e Finanças, presidida pela deputada e ex-secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público, Aia-Eza Nacília Gomes da Silva Troso.

Ao contrário do que acontecia até aqui, as novas regras obrigam a que o líder do regulador bancário seja sujeito a uma audição parlamentar, antes da nomeação presidencial. Para já, segundo leituras de vários analistas, um eventual afastamento de Lima Massano no governo do Banco Nacional de Angola será uma “decisão de risco”, que pode esfriar as medidas que vêm sendo implementadas nos últimos anos e transmitir uma mensagem negativa junto das instituições financeiras nacionais e internacionais.

Partilhar nas Redes Sociais

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email